Vale a pena fazer um curso a distância?

Hoje em dia, cada vez mais instituições estão investindo na modalidade de ensino EAD. E a resposta do público também tem sido positiva, pois muitos estudantes estão procurando se informar quanto essa possibilidade de ensino. Mas será que vale a pena? Bem, essa pode ser uma opção interessante para você se as seguintes situações forem condizentes com o sue objetivo.

Modalidades de ensino

Antes de decidir se você irá escolher um curso presencial ou a distância, é interessante considerar qual nível de ensino você vai escolher. Quem quer um aprendizado amplo, vai se sair melhor em uma graduação. Enquanto quem prefere um ensino especializado, vai se sair melhor em um técnico.

Você sabia, por exemplo que os cursos técnicos das melhores instituições já estão podendo ser realizados no conforto da sua casa? Isso mesmo! E o certificado ofertado possui a mesma validade.

Otimização de tempo

Para quem não dispõe de muito tempo livre para investir em capacitação, optar por uma formação a distância também pode ser bastante vantajoso. Afinal, o estudante poderá fazer o sue próprio horário para assistir as aulas e para estudar. Além disso, não irá gastar tempo com locomoção.

Pode ser interessante para você pesquisar as melhores oportunidades para a sua região. cursos SENAC 2020 estão promovendo muitas bolsas de estudo e você pode ser um beneficiado da formação EAD.

Economia de gastos

A modalidade EAD pode valer a pena também para quem quer economizar gastos. Isto porque, como a instituição não estará cumprindo com aluguel e contas mensais, o curso fica mais barato para o estudante.

Fora que é preciso considerar igualmente os gastos com locomoção até a instituição de ensino, seja com passagem de ônibus ou gasolina. Assim como os possíveis gastos com material e alimentação.

Complemento de formação

Quem já possui um curso profissionalizante ou uma graduação, tem a possibilidade de aperfeiçoar ainda mais a sua formação optando por um curso a distância.

E não esqueça que o certificado ou diploma do curso que você irá fazer deve ser reconhecido pelo Ministério da Educação (MEC) para ter validade.

Áreas promissoras

Um outro ponto que é recomendado considerar para saber se este tipo de curso vale a pena para você é a área que você está escolhendo cursar.

De preferência, dê uma pesquisada no mercado para entender o retorno financeiro da formação. Se for positivo, a formação EAD será interessante para o seu currículo, acrescentando ainda mais qualificações.

Facilidades online para facilitar a vida dos alunos

A educação precisou acompanhar o ritmo da tecnologia e também passou a ficar mais acessível e moderna. Hoje existem diversos recursos para poupar tempo e tornar mais fácil o acesso a vida pedagógica do seu filho. Um desses novos recursos é o Boletim Digital, que promete ajudar não só os país, mas alunos e professores.

Há alguns anos, um projeto muito interessante começou a circular na rede pública, o qual distribuía tablets do Governo para que os alunos pudessem ter acesso a internet. Isso sem contar a disponibilidade de Wi-Fi para as escolas de referência do ensino médio.

Esse recurso foi só o começo da modernização nas escolas e algumas instituições privadas também passaram a aderir o uso de tablets mesmo fora da sala de informática.

Foi criada então a possibilidade de conteúdo extra para os alunos e professores, isso através do recurso chamado Caderno do Aluno. Essa opção traz diversos assuntos das matérias vistas na escola, além de exercícios para ficar o assunto.

Os alunos da rede pública já podem ficar atentos ao caderno do aluno e se utilizar das ferramentes disponíveis. Além de todas essas possibilidades, surgiu recentemente a acessibilidade do Boletim Digital, um recurso muito necessário!

O Boletim Digital também é conhecido como consulta pública e fica disponível através da secretária digital. Essa possibilidade promete facilitar bastante a vida escolar tanto para país e mestres.

Na verdade, a inciativa já está disponível há algum tempo, desde a repaginação do sistema de ensino da rede pública e pode ser acessado pelos estudantes através da plataforma digital.

No boletim, os professores devem postar as notas e médias dos estudantes durante todo o ano letivo. Vale mencionar ainda, que os profissionais tem a opção de acrescentar comentários às fichas dos alunos.

Essa é uma maneira fácil de registrar a vida escolar dos estudantes, além de permitir que os país fiquem por dentro das notas, sem possibilidade de informações erradas.

Para ter acesso, os estudantes da rede pública devem se registrar na plataforma oferecida pela secretária utilizando seus dados, como o número de matrícula.

Esse número fica conhecido como Registro do Aluno (RA) e deve ser realizado por todos os estudantes de escolas públicas que disponibilizam o recurso.

A maioria dos estados, como São Paulo, Rio de Janeiro, Pernambuco e Paraíba já aderiram ao Boletim Digital e passaram a implantá-lo nas escolas da rede pública de ensino.